Abrindo as portas da verdade para seus filhos com uma chave da Reforma


Quando João Calvino se começou o trabalho de Reforma em Genebra no outono de 1536, no foi por ele estar impressionado com o estado de coisas que ele encontrou. Na verdade, Guilherme Farel teve que ameaçá-lo com o julgamento divino sobre seus estudos caso Calvino abandonasse o trabalho que Farel tinha certeza que Deus havia colocado sobre Calvino. Mas isto é outra história.

Comentando sobre o estado de coisas em Genebra, Calvino recorda:

Quando eu cheguei pela primeira vez a esta igreja, havia quase nada. Havia pregação, mas isso era tudo. As imagens eram caçadas e queimadas, mas não havia qualquer reforma. Tudo estava em tumulto.

Ele não estava exagerando muito. Quando Genebra declarou a Reforma poucos meses antes, quase a totalidade do seu clero – 5% a 10% da população da cidade – foi embora deixando para trás uma igreja desorganizada.

Chave da Reforma?

Qual seria seu plano de jogo para reformar a igreja de toda uma cidade que era Católica Romana por centenas de anos até basicamente a última terça-feira? Poucas coisas vêm a mente. Primeiro, você provavelmente gostaria de elaborar uma boa confissão de fé, justamente para certificar-se que os pastores e a cidade estivessem na mesma página no que se refere à doutrina. Segundo, um bom governo e constituição da igreja poderiam ser úteis. Depois disso, alguns de nós pode ser tentado a colocar um laço sobre isso e começar a pregar.

Não Calvino. Ele sabia que para que a Reforma em Genebra fosse mais que fogo de palha, as pessoas e especialmente as crianças precisariam conhecer a fé por elas mesmas. Elas deveriam ser catequizadas. Como Calvino colocou: “A igreja de Cristo nunca irá preservar-se sem o catecismo, pois é como a semente para preservar o bom grão da morte, fazendo com que ele se multiplique geração após geração”.

Depois de confeccionar uma confissão e os artigos que organizaram a igreja, em 1537, Calvino começou a trabalhar num catecismo que se concentrava em expor o Credo Apostólico, os Dez Mandamentos e a Oração do Senhor. Na verdade, o comprometimento de Calvino com a catequese era tão forte que mesmo depois de seu breve exílio, ele só retornou a Genebra com a condição de que o conselho tornasse a instrução catequética obrigatória. Ele também reescreveu e ampliou seu catecismo para 373 questões e perguntas do Catecismo de Genebra (1541).

Este catecismo (ou versão abreviada) era usado por pastores, pais e professores para instruir as crianças na fé. Os pais eram especialmente responsáveis por assegurar que seus filhos tivessem formação em casa e deviam levá-los a cursos de catequese para que as crianças pudessem fazer uma boa confissão antes de serem admitidas na Mesa do Senhor.

Bíblica e pactual

Porque Calvino – e muitos outros reformadores incluindo Lutero, Zuínglio, Bucer e outros – deu tão grande ênfase na catequização da igreja, especialmente de suas crianças? Por que eles consideraram a instrução nos esboços da fé crucial no projeto de reformar a igreja?

Primeiro e acima de tudo, é bíblico. No grande discurso nas planícies de Moabe, Moisés declarou a Israel tudo que ele deveria lembrar e fazer para permanecer fiel na terra prometida. Deuteronômio 6.4-7 estabelece o que poderíamos chamar de “imperativo catequético”:

Ouça, ó Israel: O Senhor, o nosso Deus, é o único Senhor.  Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todas as suas forças. Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar.

Israel deveria saber os estatutos e mandamentos e deveria ensinar seus filhos porque estes deveriam segui-los: o Senhor é o nosso salvador que nos resgatou do Egito, libertando-nos para viver em justa comunhão com Ele (Dt 6.20-24). Não era suficiente para a presente geração saber o Deus fez. Não, Israel como um todo precisava possuir o Senhor como Deus e conhecer o caminho por onde deveria andar.

A catequese preserva a aliança viva geração após geração. Neste sentido, catequese é pactual.

Além do flanelógrafo

“Ok, mas por que catequese?”, alguns podem perguntar. “Por que não somente ensinar a Escritura às crianças? Deixe-as conhecer as histórias da Bíblia e resto acontecerá sozinho”.

Só uma coisa: usar um catecismo não significa que você vai parar de ensinar a Escritura. Na verdade, os catecismos são projetados para ajudar nisso.

Como as confissões, os catecismos funcionam como um roteiro ou guardrail para nos prevenir de cair em erros ou de torcermos o ensino bíblico. Os catecismos clássicos ajudam o crente a cobrir toda gama da espiritualidade cristã enquanto colocam tudo em seu devido contexto: o credo (o que cremos), os mandamentos (como vivemos) e o Oração do Senhor (como orar).

Por exemplo, uma vez que a maioria dos catecismos lidam com o credo, que estabelece o amplo esboço do enredo bíblico, descartando alguns erros importantes (gnosticismo, marcionismo, pelagianismo, etc.), eles realmente formam uma entrada para a história da Escritura. Além disso, uma vez que nós ensinamos a teologia da Escritura ao lado dos mandamentos e da oração, nós evitamos o perigo de pensar que doutrina é meramente sobre conhecer com a cabeça e não um assunto de mão e coração.

Mais ainda, uma vez que os catecismos tratam os mandamentos ao lado de claras afirmações sobre a salvação pela fé somente, eles nos ajudam a ensinar nossos filhos como viver sem cair nos erros do legalismo ou da licenciosidade.

Frequentemente os pais não comprometem seus filhos com a Escrituras ou com a fé porque eles ficam preocupados com o fato de não saberem o suficientemente ou que cometerão um grande erro. Um bom catecismo é uma das melhores ferramentas para ensinar as Escrituras ao seu filho.

Se você deseja ensinar a verdade bíblica para seus filhos, mas está intimidado pela noção disso ou está inseguro sobre por onde começar, o catecismo é talvez o melhor veículo para embarcar nesta nobre missão. Você estará seguindo uma longa linhagem de homens e mulheres piedosos que empregaram esses meios fundamentais. A catequese de crianças leva a catequese da comunidade, que ergue igrejas fiéis a longo prazo.


Este artigo é uma tradução do original em inglês escrito por Derek Rishmawy. Para ler o artigo em inglês e na íntegra: Unlock Truth for Your Kids with a Reformation Key.

Comments

comments

Deixe um comentário